Inicio | | Viagens | | Voltinhas | | Manutenção | | TUGATECH | | História da XT |  VELA 

sexta-feira

CABRELA...

                                   ... Fresquinha & Fofinha...


Então desta vez foi assim...


O plano era simples...
tinha umas 4 ou 5 horas da manhã de Domingo para dar uma voltita...



Andei pela net e pelo "google maps"... e também pelo "panoramico" e... 
Bingo... encontrei esta foto dum moinho em ruínas 

Tinha encontrado uma desculpa perfeita para sair de casa...
tinha que ir ver esse moinho... 







O caminho para o moinho era agradável e espectacular... (fotos do "panoramico")







mas a realidade que encontrei era outra...
e era assim 





Mas voltando ao dia anterior... e voltando a falar da preparação da Voltita e dos porquês


Desta vez tinha tudo muito bem preparado...
e estava decidido a não me perder, e ter sempre o controlo do local onde estava e tal...
então na véspera fiz um mapa que seria uma espécie de road bock e mapa... uma coisa mesmo Hitech


aqui tá o mapa Hitech...






Um pequeno aparte... No meu mapa aparece uma figura, 
que é o avatar dum Amigo que faleceu enquanto conduzia a sua moto, porque estava num local e na hora errada, e foram marrar com ele... :(
e iria aproveitar esta voltita para lhe fazer uma pequena homenagem, que será postada noutro local...
adiante... 


O mapa parecia ter tudo o que precisava...
e nos primeiros 2 ou 3 kms perdi-me e já nem fazia ideia por onde andava...
mas adiante...
saí de casa bem "cedinho" ( 9 e pouco )


Rolei pela estrada do Montijo até Vendas Novas... com o alcatrão molhado... e ideal para poupar pneu...






Em Vendas Novas saía fora de estrada 





E depois perdi-me 
mas como tinha muita gasolina... ta-se bem...






Lá fui andando... andando...





Uma pequena paragem para descansar e esticar as pernas 








O dia começava a ficar cada vez mais agradável... 






Cheguei a Cabrela...
agora podia situar-me no mapa e começar a rolar em direcção ao moinho...






Moinho aí vou eu...






Encontrei lama com um elevado estado de pureza e qualidade...










Comecei a ver vacas...
e onde há vacas  ... há     ... e havia mesmo...
alguma era fresquinha e quando desviavamo-nos dum montinho acabamos por pisar outro igual ou parecido...
mas adiante...





Andava à procura da Ribeira da Marateca...






BINGO BINGO... o mapa até funcionava 





tinha encontrado a Ribeira... esqueci-me de tirar uma foto 

Atravessei a Ribeira da Marateca umas 4 vezes e 3 delas em locais diferentes...
Toda esta zona é plana, e com alguns montes... não há subidas ou descidas acentuadas...
mas sempre que nos dirigimos por um caminho que vai dar à Ribeira... Uiii..

é sempre de mão e pé nos travões... ou de 1ª ou 2ª a meio punho
A Ribeira nesta região da Aldeia de Cabrela fica muito a baixo do resto do terreno...
Talvez se tenha que descer ou subir cerca de 100 Metros de altura ou perto de disso 
mas numa curta distancia... 


Durante a 3ª travessia aproveitei para lavar os pneus e tirei umas fotos...






Aproveitei para reconhecer o caminho... mas a pé...
e tirei uma foto do fotografo...
aqui estava feliz da vida e todo fresquinho... 
e nem imagina no que me estava reservado a seguir...






Fiz o reconhecimento a pé... e vi que o terreno ficava mais difícil...
mas encontrei um local onde podia dar meia volta, caso quisesse desistir e voltar para trás...
mais umas fotos, tiradas durante o reconhecimento...






A seguir foi sempre a tentar subir...
e digo tentar porque não conseguia subir ou encontrar tracção...
simplesmente fiquei parado com a roda a patinar numa espécie de barro molhado aos degraus...
mas que grande treta... não podia dar meia volta...
e tinha que seguir em frente... até ao local que podia fazer inversão de marcha...
depois de muito empurrar e acelerar ao lado da XT... lá consegui subir...
Dei meia volta... e arrisquei ir por um trilho... 
Era uma autentica Autoestrada sem portagens... 
Até tinha uma ponte...





e toca a subir...





Já começava a ficar farto dos falhanços em encontrar as ruínas do Moinho...
Eu estava tão perto mas não encontrava o gajo...
mais vacas...






Encontrei um agricultor com um belo tractor
e perguntei-lhe pelo moinho...
e ele respondeu com uma pergunta: Porque quer ver o moinho??
eu:
Quero tirar-lhe um retrato, e má nada...
ele:
é já ali na direcção das outras vacas... desce o cabeço e ele tá lá...
mas a sua motorizada na deve passar além...
mas passou...e umas acelera-delas depois já estava do outro lado






E pronto...
não vi o moinho... mas tive as escassos metros dele 
Olhei para o relogio, e nem queria acreditar... era 12:40H e tinha que estar em casa às 13H
resumindo... Saí a voar dali até a casa...
e tenho que lá voltar brevemente
e pelo que vi no google,
a nascente da Ribeira da Marateca fica para os lados da Aldeia esquecida e abandonada Safira...
Vai ser um próximo objectivo... rolar do Moinho até Safira... 
e quem sabe, até à nascente da Ribeira...


Umas fotos da ribeira na zona do moinho em ruínas...








e ... FIM ... mas vou lá voltar... 

OBR pela visita



...

6 comentários:

  1. Mais um belo passeio no campo! E que piso escorregadio... Que tal os pneus, portaram-se bem?

    Começo a achar que a minha XT está um bocado frustrada comigo por eu não fazer destas voltas :-). A velha desculpa da falta de oportunidade. Já há bastante tempo que só lhe faculto asfalto...

    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Olá Francisco
    Os pneuzitos lá foram... mesmo sendo pneus 80/20% e com os dias contados e muito perto do fim... vão fazendo o seu trabalho sem comprometer... LOL

    Na frente tenho TKC80 que já andou em Marrocos e com um total de mais de 10 mil kms
    este pneu foi dado por um membro do Clube XT Portugal, porque estava perto do seu fim...
    mas faz um trabalho excelente...

    A trás tenho um TW42 que já viu dias melhores LOL... mas vai continuar a rolar até ter 1 ou 2 mm LOL...

    Abraço

    Edgar

    ResponderEliminar
  3. Mais uma agradavel voltinha, ás vezes faço isso cá pelo Marão mas as fotos .......esqueço-me. Substito-o o cliq da maquina pelo Kick da XR 650.

    Boas voltas

    ResponderEliminar
  4. Que saudades eu tenho duma boa kicalhada...
    Ainda guardo com muito orgulho uma tatuagem na canela direita duma kicalhada mal dada sem botas LOOL...

    Não há nada que substitua um bom Kick...

    Mas o clic da maquina serve também para eu descansar a carcaça gorda, envelhecida, e preguiçosa... LOOL

    ABR dos Grandes

    e boas voltas com a bela XR650

    Edgar

    ResponderEliminar
  5. Olá Vadio,

    Gostei muito deste post. Já lá voltaste ao local? Era gajo para te acompanhar na minha XT660X mas não sei se de slicks é possível. Tenho é um amigo de TT600 que era capaz de alinhar.

    Concordo com o tornar-se chato termos que tirar a nossas próprias fotos e filmes mas quando se tá numa de "vadio" tem mesmo que ser.

    Os teus textos e fotos são uma inspiração à vadiagem nas nossas burras! Espero que mais malta tome este espírito.

    Um abraço,

    Tiago

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Tiago

      Sim... :)
      já lá voltei, e encontrei o Moinho... LOL

      mas não fui sozinho... Levei comigo a minha XT uma XT600, uma KLR650, e uma XT660X Branquinha do meu Amigo Gonças do Clube XT Portugal...
      Tivemos que fazer algumas alterações no percurso para evitar areia solta, porque a experiência do "Gonças" em off road era zero :(
      e para agravar a sua falta de experiência, foi com uma XT660"X"
      ...mas correu tudo bem, do inicio até ao fim... porque ajustamos o caminho à Equipa...

      Sobre as fotos... é daquelas coisa que gosto, e sempre as usei para recordar momentos ou ajudar a contar certas historias...
      a foto pode ter essa magia...
      Tirar fotos é sempre agradável ;)

      ABR
      OBR pelo comentario e pela visita

      Edgar

      Eliminar